Seguidores comprados: como desconfiar de perfis! - Blog Natália Sena




Seguidores comprados: como desconfiar de perfis!

Seguidores comprados: como desconfiar!


Já ouviu algo sobre seguidores comprados? Depois dessa explosão de redes sociais, onde números podem trazer oportunidades incríveis, muita gente começou a lancar mão de seguidores comprados.

Essa estratégia começou de forma discreta, muita gente crescia instantaneamente e ninguém imaginava o que estava por trás disso. Mas de uns tempos para cá isso tenho se tornado cada vez mais público e as empresas que "prestam esse serviço" têm investido mais em propaganda e garantias.

Meu intuito de fazer esse post é mostrar para você, que tem empresa ou que tem blog, como desconfiar de determinado perfil no instagram ou fan page. Para as empresas é muito importante porque evita que você caia numa cilada de investir em alguém que não tem influência e para as blogueiras serve como forma de ficar em alerta, pois esse tipo de influenciador digital (com seguidores comprados) queima o filme dos blogueiros, instagrammers, youtubers, etc.

Além disso, decidifalar sobre alguns riscos que se corre quando se têm seguidores comprados, vale a pena ponderá-los antes de tomar a decisão.

Tentei deixar o vídeo num tamanho que não seja cansativo de assistir, mas que tenha a quantidade de informação necessária, então confiram!

Seguidores comprados, comprar seguidores no instagram


Gostaram do vídeo? Ao invés de investir em seguidores comprados eu prefiro utilizar técnicas de divulgação, melhorar a qualidade das minhas fotos e fazer o melhor que puder. 

Além de ser um resultado mais natura e honesto, ter um crescimento orgânico de seguidores me dá a realização pessoal de saber que pessoas verdadeiras gostam do meu trabalho.

Recebi alguns depoimentos de pessoas que compraram seguidores e depois se arrependeram, principalmente porque depois bate a sensação de frustração por precisar de seguidores comprados. Nesse mundo atual onde ser "amado", "adorado", "seguido" e "visualizado" é hipervalorizado, seguidores comprados podem ser um indício de baixa autoestima.

Veja mais:







Beijos, Natália Sena.